18/02/10

Meu filho é rebelde - ajuda para uma mamãe!

Ontem eu recebi esse comentário sobre um post que eu fiz:

Anônimo disse...

Ola gente,tenha um Bom Dia!
Tenho uma filhinha de 1 ano e 5 meses ela chama-se Caroline,è uma criança muito amàvel,gosta de conversar com as pessoas nos supermecados, nas lojas, gosta de comprimentar todos.Nòs amamos nossa Carolsinha como todos pais amão suas crianças...mas ultimamente ela esta se mostrando rebelde,o que ela não consegue fazer ao modo dela faz malcriação e fica irritadiça, achamos que è por causa da idade claro tem haver,no entanto ela começou a bater no nosso rosto, sem motivo nenhum, poruqe de maneira nehuma e nnca sequer batemos nela, muito pelo contrario, damos muito amor e carinho. Tento sempre compreende-la e converso com ela que nao deve fazer isso, entao ela rir e para, achamos ate engraçado a situação, mas è melhor repreeder agora do que deixar.
Gostaria de ouivr os conselhos de vocês.Não tenho medo poi eu sei que faz parte da natureza, gostaria de ouvir a opniões de vcs mães.
Fiquem com Deus


Bom, vou dar minha opinião pessoal.
Isso é uma FASE. Como tantas que já passaram, como tantas outras que irão chegar. Eu penso que algumas fases são mais perigosas que a outra, essa do tapa por exemplo, se os pais não souberem como agir e "deixar por isso mesmo" pode gerar uma personalidade de criança briguenta que consegue tudo na base do grito e do tapa.
Quando a minha filha passou por essa fase, confesso que no principio revidava os tapas. Depois que não havia lógica alguma, como vou ensinar que não pode bater se também estou batendo?? então quando ela batia eu segurava bem firme a mãozinha dela, mandava ela me olhar nos olhos e dizia bem firme que era feio, não podia, mamãe sentia dor, ficava triste.....etc etc etc. Depois fazia ela pedir desculpas e acabava tudo em um abraço e muitos beijinhos. Isso se repetiu por algumas vezes. As vezes ela batia e já começava chorar (sabia que havia feito algo errado) outras ela batia e já abraçava (seu modo de pedir desculpas) quando ela batia no pai era mais difícil de pedir desculpas, ela chorava chorava, gritava e se negava a "fazer as pazes" mas nó mantínhamos firmes, mesmo que levasse algum tempo de choro, mas repetíamos todo o processo de conversar, olhar nos olhos, ensinar que não podia e por fim...as desculpas.
Lembrando sempre que isso tem que acontecer no momento do fato....não adianta por exemplo "deixar pra conversar depois" porque está na rua, ou na frente de estranhos, corrigir no ato, porque a criança logo esquece do que fez e se deixar para corrigir mais tarde ela provavelmente não entenderá nada e não surtirá efeito.
Hoje ela tem dois anos e não bate, não morde....as vezes faz birras e sai correndo e chorando pela casa, se atira no chão...e nós simplesmente ignoramos até ela se acalmar, depois que cessa o choro conversamos e explicamos o porque de poder ou não poder.

Espero que meu relato tenha ajudado um pouco.

Vamos comentar para ajudar a mamãe aí de cima??

beijinhos

15 comentários:

  1. O meu menininho tbm já deu os tapinhas dele. Desde o início fui firme e mostrei que estava errado. Às vezes, meu marido era mais tolerante e eu tinha que repreendê-lo tbm (rs). Logo o Bruno percebeu que estava errado, porque qdo. ele batia eu já saía de perto e o deixava sozinho. Sempre reforço como é gostoso fazer carinho e acredito que ele está aprendendo.
    Bjo.
    Lu

    ResponderExcluir
  2. OI miga, brigada pela visita, vou seguir aqui tbm.
    Essa fase de bater é tão difícil né? Eu brigava com o Rafael, dizia que não pode e ensinava a fazer carinho, agora ele quase não bate mais. .. rsrsrs.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá, vim te deixar meu e-mail: tatianecamilo@ig.com.br

    Brigada pelo convite. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga, adorei o seu blog e vou linka-lo para poder acompanhar vocês. Nossa, que situação complicada essa de rebeldia das crianças. Eu ainda não passei por isso e não sei como agir, mas acho que amor e carinho deve ser mesmo a melhor solução.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oii!!!
    Ainda não passei por esta fase, mas minha irmã, sim! Meu sobrinho costumava fazer birra no shopping e na frente de estranhos, Ela foi firme nas palavras e fazia exatamente como vc Dri, conversava e mostrava o 'porque do não poder fazer'. Deu certo, ele mudou suas atitudes em pouco tempo.

    Espero ter ajudado! :D
    Beijos!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga,

    Eu acho q toda criança passa por essa fase, o negocio é não incentivar,mostrar q o legal é fazer carinho,e ensinar q bater é errado...estou em testes com meu filho.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  7. Oi lindinha, acho que todas passam por isso, deve ser fase mesmo né, minha irmã passa isso com meu sobrinho e acho que devemos agir assim mesmo, mostrando o erro. Agora quero parabenizá-la pelo seu niver, que vc tenha muita paz, amor, saúde com sua família e que Deus ilumine e lhe cubra com seu manto sagrado todos os dias da sua vida. GRANDE BJJJJJJJ.

    ResponderExcluir
  8. Oi Querida!

    Devido à problemas na atualização das postagens,do nome do blog,entre outros ,exportei meu blog,que você me seguia por lá,agora estou em novo endereço :

    http://tudosobremamaeebebe.blogspot.com/

    Por favor me siga nesse endereço acima,ficarei extremamente feliz!
    Beijos!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá Lindona...
    Tô passando rapido para desejar Um
    ÓTIMO FIM DE SEMANA...
    E pedir perdão pela ausência♥

    Bitocas♥

    ResponderExcluir
  10. Oi, passei para passar meu e-mail: micheli_ribas@yahoo.com.br . Mas anota e apaga esse comentário, tá? Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oi! Já linkei vc tb no meu blog. Muito fofo seu cantinho!
    Quanto às rebeldias, eu também acredito que são fases. E aos poucos a gente vai aprendendo a lidar também. Acho que mudar o foco das coisas sempre ajuda (cantar, brincar, fazer cócegas, oferecer outras coisas)... E manter o não, não ceder a chantagens. Quando o filho bate na gente, explicar pq não pode, mas de forma curta, pq eles não prestam atenção muito tempo (faz dodói, essas coisas). E manter a calma, pois se ele vê que te tira do sério, aproveitará mais disso, sempre.
    Mas é importante ter consciência que todas as mães passam por isso com seus filhos, em maior ou menos grau. Até a fase passar, paciência, muita paciência.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. é dificil né?
    ms eu tb segurava bem firme a mao dele, olhos nos olhos e ensinava, falava...aff...tudo na base da paciencia. nem eu sabia que era tao pacienciosa assim, confesso!


    olha, a Giu (na minha opinia) está bem servida de escola né? hehehe
    Vi escolas que o Ber tinha que levar o lanche e as crianças com salgadinhos, ai ai ai. Não não e não! e mais outros ''pequenos'' detalhes que fazem toooda a diferença né!

    beijos. (quero ver se agora fico mais por perto!)

    ResponderExcluir
  13. ameiii seu blog..estou te seguindo!!!!!eu estou grávida d 3 meses..e adorei ler o post....! Uma ajuda boa!!!!!

    ResponderExcluir
  14. priscillaferrarii@gmail.com aqui dri..para vc me passar o blog da sua filinha..eu já to visitando o de dieta tb..adorei..hehe..um big beijo e obrigado pelo apoio :)

    ResponderExcluir
  15. Dri desculpa eu sou nova nesse trem d blog..não sei muito das coisas ainda..rs..como faço p ver o convite q vc me enviou pra ver o da Giulia? :( Beijinhu

    ResponderExcluir